Polícia

Polícia vai apurar conduta de pai do jovem que tatuou nome no rosto da ex-namorada



Polícia vai apurar conduta de pai do jovem que tatuou nome no rosto da ex-namorada

A Polícia Civil vai investigar a conduta do pai de Gabriel Henrique Alves Coelho, suspeito de tatuar à força o próprio nome no rosto da ex-namorada em Taubaté (SP). O jovem foi preso porque desrespeitou uma medida protetiva que o impedia de se aproximar dela. A investigação quer saber se houve participação ativa dele no ato de levar a jovem até o local onde ela foi mantida em cárcere.

Ao falar pela primeira vez sobre o caso, Tayane Caldas, de 18 anos, disse que foi sequestrada e mantida em cárcere no fim de semana, quando teve o rosto tatuado com o nome do ex. 

"Para mim, ele me matou por dentro, acabou comigo com uma forma de me marcar e dizer que eu sou propriedade dele”, disse Tayane

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) vai apurar o relato de que ele dirigiu o carro que levou a jovem até a casa onde ela foi tatuada à força pelo filho dele, que foi preso por descumprir uma medida provisória.

A tatuagem feita por ele configura crime de lesão corporal e uma amiga de Tayane também deve prestar depoimento. A Polícia Civil tem dez dias para concluir o inquérito. O g1 tenta desde sábado (21) contato com a defesa de Gabriel.

Gabriel Coelho foi preso e levado ao Centro de Detenção Provisória de Taubaté após a mãe da jovem denunciar o caso. Thayane disse que era vítima de violência doméstica e em outras duas vezes, o ex já tinha marcado com o nome dele tatuagens em seu seio e na virilha. 

Na delegacia, o agressor apresentou um vídeo em que Tayane dizia permitir a tatuagem e com isso alegou o consentimento da jovem. A versão é investigada pela polícia, já que a jovem conta que esteve sob ameaça e amarrada durante a gravação.

Thayane tinha uma medida protetiva contra Gabriel e a mãe acompanhava a rotina da filha, que não saía sozinha de casa, com medo de que fosse pega pelo ex. Quando soube do sequestro, a mãe tentou conversar com o jovem que a encaminhou um áudio dizendo que não adiantava ela pedir, que nada ia mudar.

No sábado (21), a jovem voltou para casa e foi acolhida pela mãe com hematomas e a tatuagem cobrindo a lateral do rosto com o nome do ex-namorado. A mãe procurou a polícia e ele foi preso por descumprimento de medida protetiva que a jovem tem contra ele.