Geral

Novas quedas de energia em Fernandópolis reafirmam necessidade de ação do Ministério Público



O cenário já se tornou exaustivamente familiar para os moradores de Fernandópolis, especialmente para aqueles do Bairro Universitário. Hoje, por volta das 16:30, quando os ventos começaram a soprar, a energia falhou mais uma vez, registrando três novas quedas. O episódio reforça a urgência de uma intervenção significativa, tornando o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) a última esperança para os cidadãos cansados de enfrentar essa situação caótica.

Falhas Contínuas, Promessas Esvaziadas

O município tem sofrido incessantemente com a instabilidade no fornecimento de energia elétrica por parte da Neoenergia Elektro. Apesar de múltiplas reuniões com autoridades locais e promessas de melhoria, a empresa continua falhando em cumprir com suas obrigações básicas. A situação chegou a tal ponto que a intervenção do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) parece ser o último recurso para restabelecer a dignidade e o bem-estar dos consumidores.

Repúdio Unânime e Frustrações Acumuladas

Recentemente, a Câmara de Vereadores de Fernandópolis aprovou, por unanimidade, uma Moção de Repúdio contra a Elektro, marcando a terceira vez que tal ato acontece. Vereadores de diferentes partidos uniram-se na tribuna para criticar veementemente a atuação da empresa, evidenciando o fracasso desta em atender às necessidades básicas de sua clientela.

A Falta de Transparência como Regra, não Exceção

A Neoenergia Elektro tem mostrado uma espantosa falta de transparência e de comunicação clara com seus consumidores e autoridades locais. Mesmo após reuniões com representantes políticos, a empresa parece não ter feito qualquer esforço para melhorar seu serviço ou sequer para avisar a população sobre possíveis interrupções para manutenção, contrariando compromissos assumidos anteriormente.

O Ministério Público como Último Recurso

Em vista do aparente desdém da Elektro para com suas responsabilidades, resta agora ao Ministério Público intervir na situação. A Câmara de Vereadores e o próprio Prefeito têm buscado esse caminho como um meio de forçar a empresa a cumprir com seus deveres para com a população de Fernandópolis. A discussão sobre a assinatura de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) surge como uma possível solução para a crise, exigindo investimentos concretos por parte da Elektro para evitar mais transtornos.

Conclusão

Em uma época em que a energia elétrica é mais do que um serviço, sendo uma necessidade básica, o tratamento recebido pelos moradores de Fernandópolis da parte da Neoenergia Elektro é nada menos do que inaceitável. As sucessivas falhas no fornecimento, somadas à total falta de transparência e respeito, tornam urgente a intervenção de instâncias superiores. Que o Ministério Público possa ser o catalisador de mudanças significativas, trazendo a dignidade e a estabilidade tão necessárias de volta à vida dos cidadãos de Fernandópolis.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Geral