Polícia

DEIC prende duas mulheres e fecha fábrica de chocolates alucinógenos



DEIC prende duas mulheres e fecha fábrica de chocolates alucinógenos

Duas mulheres foram presas por fabricar chocolates alucinógenos, em Mairiporã, grande São Paulo. Elas mantinham fábrica para a produção de chocolate com fungo alucinógeno, conhecido como cogumelos mágicos, cuja substância ativa é a psilocibina, de uso proibido no Brasil. O flagrante aconteceu nesta quarta-feira (7). Além das prisões, a equipe do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) apreendeu a matéria prima e os produtos já fabricados.

Os agentes da 6ª Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (DISCCPAT) foram informados da suspeita de uma fábrica de chocolates improvisada. Segundo apurações, as mulheres usavam um fungo alucinógeno na produção de barras, trufas, bombons e cookies. 

Ao conseguir uma amostra do produto, os policiais encaminharam para perícia. Os peritos constataram a presença da substância psilocibina, princípio ativo dos “cogumelos mágicos” e atualmente presente na lista de substâncias psicotrópicas de uso proibido no Brasil. 

Foi solicitado a emissão de um mandado de busca e apreensão em dois endereços. Um deles, imóvel de alto padrão da região, era ponto de fabricação dos alucinógenos e o outro, situado em um centro comercial, era a sede administrativa do tráfico.

As duas suspeitas foram presas por associação ao tráfico e tráfico de drogas.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.